Short Trip Guide: Doriana takes Burano
05.07.2018

 

Acho que todas nos pelo menos uma vez durante os nossos scrolls intermináveis (enquanto temos coisas realmente importantes para fazer) já nos deparamos com fotos blogueirinhas na ilha de Burano – o lugar mais colorido do mundo – que fica aqui na Italia.

Sendo que tem feito um tempo ótimo, decidi aproveitar o domingo e fazer uma visita até a Ilha. Admito que um bocado por pressão, visto que o melhor plano de domingo para mim continua a ser um pijama, netflix non stop e a intercalar deliveries com sestas básicas. Sinto-me sinceramente incompleta quando não consigo satisfazer esse meu weekly moment, espero que um dia consiga amadurecer para fazer dos meus domingos dias produtivos..

..a tal foto blogueirinha: Calças @mango Top @zara Chapéu @nakdfashion Chinelas @hermes)

Sobre Burano:

Burano, é uma ilhota dentro da lagoa de Veneza – extremamente pequena, onde vivem cerca de 2000 pessoas. Famosa pelas casas pintadas em cores vivas, a parte interessante é que se um proprietario deseja pintar a fachada de sua casa tem que enviar um pedido ao governo que responde com as cores permitidas naquele lote especifico. Achei super fofo e fora do normal, aonde é que já se viu o governo por dentro destes aspetos esteticos?? O Philippe Starck tem QUATRO casas lá – visionario né?

Eu adorei a cidade, gostaria de ter conhecido um pouco mais da vida dos habitantes, porque todo mundo que vi ou era turista ou estava a trabalhar para os turistas. Os moradores parece que ficam “trancados” dentro de casa, porque as casinhas de cor que se vêm nas fotos são todas habitadas (varias vezes conseguiamos ouvir o barulho das televisões atraves das janela abertas). E sinceramente eu sentia-me mal, e envergonhada de estar a tirar foto à frente das casas alheias, será que eles concordam? Acham os turistas insuportáveis? Se me tivessem “visto” será que teriam dito algo? Porque verdade seja dita, é bastante invasivo, mas tirei milhares de fotos e não fui interpelada de nenhum modo (so i guess we cool).

Como chegar?

-Transporte publico:

Uma vez em Veneza, apanha-se o que eles chamam de autocarro (mas é em forma de barco)  até a ilha de Murano, e de Murano apanha-se o barco/autocarro para a ilha de Burano (não há linha direta de Veneza). 

O primeiro trajeto dura em torno de 40 minutos, e o segundo em torno de 25minutos – a questão a ter em conta é o tempo de espera para apanhar o transporte. O tempo de espera, variou de 30min à 1h, mas talvez em epocas mais altas a frequencia das linhas pode aumentar.

Eu sinceramente achei super tranquilo, e sou uma pessoa que não consegue estar em transportes publicos com muita gente, o que não aconteceu – e foi suuuuuper em conta (20€ o dia todo/pessoa).

O bilhete compra-se mesmo à chegada à Veneza.

-Transporte privado:

Acho que em épocas mais altas, o mais conveniente seria o transporte privado. É basicamente falar com um “taxi” para levar-nos diretamente até a ilha – cabem cerca de 4/5 pessoas e devemos contar para no minimo 250 euros por rota.

Onde comer?

  • Al Gatto Nero – Via Giudecca 88 BURANO – 0039041730120

O hotspot de Burano, que ficou mundialmente conhecido quando o Jamie Olivier gostou tanto da comida que foi até a cozinha para aprender a fazer com o chef o “risotto da casa”. 

É um restaurante bem charmoso, com peixe fresco e pratos tipicamente italianos – sem marcação nem adianta tentar – porque é frequentado na sua maioria por italianos.

  • RivaRosa – Via San Mauro 296 BURANO – 0039041730850

É um restaurante bem clean e acolhedor com pratos tipicos desta região. Entretanto acho que estão a ter dificuldade em gerir com o subito fluxo de clientes porque o atendimento foi bemmmmmmm lento.

Mas eles têm uma mesa “vip”, extremamente romantica isolada no topo do restaurante com um alpendre de madeira coberto em flores da estação – requer obviamente reserva.

Quando visitar?

Muito sinceramente diria que a melhor altura para visitar Burano seria na primavera (Abril/Maio) tanto pelo calor, que nesta altura ainda é suportável, quanto pela enchente de visitantes. Acho que a cidade teve um grande boom de popularidade nos últimos tempos por causa da social media que tem atraído imensos turistas, se neste princípio de primavera já encontramos filas – consideráveis – a tendência será só piorar a medida que avançamos no verão.

Espero que tenham gostado girls, deste guia rápido para um daquelas destinos que temos que ir pelo menos um vez na vida..

 

Para orçamentos de viagens: reservas@emocoes-sonhos.com 

 

Creditos:

Primeira imagem: www.whereisfatboy.com

 

Pin Share